Hiroshi Bogéa On line

Dono do Disque Denúncia não explica destinação de recursos

 

Edson Calil, dono do  Disque Denúncia,  responde ao blog, sem abordar os principais questionamentos da discussão.

Ao que ele diz:

 

 

Vou iniciar meus comentários pelo fim, na expectativa de ve-los publicados na íntegra assim como os comentários de leitores que acompanham o blog.

Sem dúvida, a população acompanha e é solidária aos movimentos de combate ao crime, basta ver a contabilidade dos resultados já publicados nos jornais em relação ao DISQUE DENÚNCIA da cidade de Marabá..

A indiferença que considerei não é e nem nunca foi da população para quem trabalhamos e com quem estabelecemos diálogos nas mais de 8 mil horas de escuta.

Não há nenhuma confusão de qualquer espécie entre os munfdos público e privado. Jamais recebemos um só centavo do mundo público. Não podemos. Perderíamos a independência e sofreríamos bruscas mudanças próprias do mundo público que na nossa democracia se altera com frequência de 4 em 4 anos. Vivemos sempre de doações do capital privado. Somos uma ONG ao contrário. Somos uma GNO – GOVERNO NÃO ONERADO

Não sei o que dizer “mais olho no olho e menos jogo de cena”. É contundente o seu desconhecimento de quem sou eu.

O Sr. se considera no direito de falar pela sociedade. Tem mandato ? Já os consultou ? A sociedade é muita gente. Os números foram enviados com toda a clareza e em detalhes e por email para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá, para a Vale, para a ALPA caso o Sr também a deseje, peça-lhes uma cópia mas vou insistir que o que torna grande a discussão como boa prática, sāo os RESULTADOS, envie-me o seu email e o Sr. passará a ser um dos integrantes do nosso clipping diário. Importantes são as vidas preservadas muitas das quais nem ficam sabendo. O Sr. estava presente a reunião convocada pelo Prefeito, como registrou tudo, publique a apresentação do relatório do Delegado e do Comandante.
O DISQUE DENÚNCIA não tem a função de “treinar” a a polícia, nunca teve, nem achamos que tenha ou devesse ter. Seu prncípio é ajudá-la, colaborar com as polícias, ser parceiro das forças de segurança, ser PARCEIRO DE MARABÁ.
O Sr. resume e sintetiza muito panoramica e precariamente o Disque Denúncia, o que é natural.
O projeto é também um monitor municipal que armazena a memória dos subterrâneos da cidade, é um estetoscópio do sub-solo, uma radiografia da cidade. Através dele é possível identificar manchas criminais e a sua dinâmica, sua permanente mudança. Por ser um tele marketing passivo podemos servir como órgão de pesquisa como foi o caso no Rio de Janeiro com tratamento dado prla FGV. Anônimas e incógnitas as pessoas dizem coisas que não diriam se identificadas.
Não trabalhamos de graça, ninguém o faz. Eu não o faço. As tres propostas apresentadas foram uma adequação aos cortes sofridos deixou de considerar uma série de fatores o que é absolutamente natural, temos que nos adaptar, não é o absolutamente ideal, mas é o atalmente real.
Eu deveria estar com muito mais frequência em Marabá, mas as passagens aéreas são caras e os hotéis caríssimos, além do preço dos restaurates e serviços de taxi. Agora consegui redução nas diárias de hotel e estou tentando redução em uma Cia. Aérea. Se conseguir melhorará muito.

O CALL CENTER consultado foi uma boa idéia mas está longe do nosso funcionário que além de atendente é um exímio digitador, já que nada é gravado, e treinado para extrair do denunciante o que muitas vezes ele nem sabe que sabe. É muitas vezes diferente de um call center de vendas por exemplo.
Não vou mais me alongar e fica o meu compromisso de a qualquer momento que desejar conversarmos por telefone aonde acho que posso contribuir ainda mais basta que me mande o seu email. O meu o Sr. Já tem.
Queira-me bem
Feliz Natal e um brinde ao novo ano
Calil

 

 

Nota do Blog: o poster retomará ao assunto, cobrando atitudes do dono do Disque Denúncia.

Post de 

2 Comentários

  1. Anne Dantas

    22 de dezembro de 2012 - 08:06 - 8:06
    Reply

    Um comentário interessante, este acima.
    O dono deste blog é de direita?
    Bom, que gosta das elites isso sei que gosta! Amigos só os que possuem poder!
    Uma das características de pessoas que gostam de poder é a pedofilia. Meninas estão no alvo de gente assim, certo Hiroshi?

  2. Vera Castelo Branco

    21 de dezembro de 2012 - 18:50 - 18:50
    Reply

    Sr. jornalista,

    Como homem de direita, portanto contra movimentos sociais e a favor das elites e do capital o que o Sr. propõe ao tentar desmontar um projeto tão bem arquitetado no Brasil com a participação dos cidadão e cidadãs sem voz ? Reitero que os Núcleos de Violência de todo país reiteram seu apoio, assim como as delegacias da mulher e em nome da Lei Maria da Penha todas as iniciativas que beneficiem as mulheres brasileiras e repudiam atitudes como a sua em nome das elites e do capital financeiro.

    Agradeço sua resposta em nome dos Núcleos de Violência Doméstica do Brasil

    Vera S. Castelo Branco

Leave a Reply to Vera Castelo Branco

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *