Hiroshi Bogéa On line

Diretor da Vale que trabalha em Carajás testa positivo para Covid-19

Diretor da Vale, residente em Carajás, testou positivo para a Covid-19, em Parauapebas.

Divulgado pela Sespa, ontem , 3, a confirmação do teste positivo para o executivo da Vale aparece como “homem de 51 anos de idade”.

Já o boletim epidemiológico da prefeitura de Parauapebas registrou o teste positivo da seguinte forma:

 

Parauapebas confirma na noite desta sexta-feira, 3, o segundo caso de Covid-19. É um homem, de 51 anos, mora sozinho, que esteve na cidade de Campinas –SP e chegou em Parauapebas no dia 28 de fevereiro. Deu entrada na rede particular de saúde com poucos dias de sintoma e realizou o exame na segunda-feira, 30. Mesmo apresentando estado de saúde estável ele foi transferido na tarde desta sexta-feira para Belo Horizonte”.

 

No meio da tarde deste sábado, o blogueiro conversou com um funcionário da mineradora, que reside na Serra, amparado pelo sigilo da fonte.

Pelo celular, ele diz que o clima em Carajás é o pior possível.

– “A Vale diz que está tomando providências para dar segurança aos funcionários, mas isso não é verdade.  O trabalho continua intenso em todas as áreas de atividade de extração de minério, e isso representa perigo para a expansão do vírus.Nós temos conhecimento  de vários casos da Covid-19 aqui em Carajás, mas a empresa está segurando a divulgação porque pelo próprio protocolo interno da Vale, se for a conhecimento público casos positivos de doença, a mineradora tem que suspender suas plantas operacionais, paralisando a produção de minério de ferro”.

 

O prefeito de Parauapebas, Darci Lermen,  em entrevista a uma emissora de rádio na manhã deste sábado, confirmou que o paciente com coronavírus, diretor da Vale,  trabalha em Carajás.

 

Post de 

2 Comentários

  1. Raimundo Filho

    6 de abril de 2020 - 11:26 - 11:26
    Reply

    Apenas para reflexão: o que dizimou os dinossauros: a queda do asteroide ou a fome?

  2. Adriano Bila

    4 de abril de 2020 - 22:11 - 22:11
    Reply

    A conta é bem simples. Com confinamento horizontal, haverá um caos na economia. Sem o confinamento, o caos será ainda maior. Afinal, a produção da Vale influencia – em muito – o PiB brasileiro. Simples assim. Vi uma charge na internet com um dinossauro que, ao avistar o asteróide que iria se chocar com a Terra e destrui-los totalmente “dizer”: – Puxa vida, vai acabar com a economia. Sim, logicamente, tanto eu quanto o chargista sabemos que os dinossauros não falavam, rs. Mas a analogia é bem válida. Em tempo, na charge original, o dinossauro falava palavrões. Modifiquei a fala do dino por motivos óbvios, mas a ideia permanece a mesma!

Leave a Reply to Raimundo Filho

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *