Hiroshi Bogéa On line

Contra o grevismo

Associações de pais de alunos de diversos municípios devem marcar reunião, em Belém, para discutir quais ações tomar para fazer frente ao grevismo decretado pelo Sintepp, paralisando  a vida escolar no Estado.

Enquanto se mobilizam, dirigentes das associações adotaram slogan que chega aos emeios e celulares, através de torpedos:

                            –  Grevismo: estudante prejudicado, professor desmoralizado. Volta às aulas, já!

Bem feito!

Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    2 de junho de 2010 - 18:50 - 18:50
    Reply

    Se os etudantes realmente quizessem estudar, não sobraria tanta vaga no vestibular da UFPA… HAHAHA!!!! FUI

  2. Anonymous

    31 de maio de 2010 - 13:02 - 13:02
    Reply

    A turma do Psol só faz greve contra o governo da Ana Júlia. Em Belém eles não metem a cara. O Duciomar descontou todos os dias parados e os professores querem distância do Sintepp, que cada vez mais tem menos filiados. Os professores merecem respeito, mas essa camarilha que se eternizou (e não trabalha, mas ganha) na direção do Sintepp perdeu a noção de democracia. Quem não comunga das suas propostas e discorda que para discutir o PCCR, que já está na Assembléia Legislativa, não precisa de greve. O que eles estão fazendo é prejudicar os alunos pobres da escola pública.

  3. Anonymous

    30 de maio de 2010 - 15:24 - 15:24
    Reply

    A greve dos trabalhadores em educação é legítima pois o PCCR da governadora não garantia direitos e ainda retirava vantagens conquistadas nos governos anteriores.E professor é profissional que merece respeito e valorização.
    O que a sociedade não entendeu ainda é que o magistério deixou de ser sacerdócio e passou a ser profissão.
    Se ninguém respeita ou se preocupa com a valorização dos professores porque eles tem que ter pena de quem não vai passar no vestibular? Se quizer passar é só estudar em casa revisando o conteúdo e ano que vem tem outro vestibular.
    O sindicato está cumpindo seu papel, como ainda não conseguiu tudo que queria tá forçando a continuidade da negociação mas um governo que se diz popular e democrático deve entender isso.Lamentavelmente tenta manobras para tentar fazer a categoria recuar mas eu acho que não está dando certo pois a cada ataque vem um contra ataque.

  4. Anonymous

    30 de maio de 2010 - 13:33 - 13:33
    Reply

    Prezado Hiroshi,
    Um grupo do Sintepp determina a greve e alunos deixam de ir à escola. Professores que não querem aderir à greve, acaba tendo que faze-lo porque não tem para quem dar aulas.
    Este anos, muitos docentes foram contrários ao movimento, mas tiveram que aderi-lo porque sabem que depois vão obriga-lo a repor aulas.

    E essa história de reposição também é balela. É só enrolation …

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *