Hiroshi Bogéa On line

Yamada Plaza Marabá será entregue em 2011

Na sede da Associação Comercial e Industrial de Marabá (Acim), Fernando Yamada, um dos sócios do Grupo Yamada, recebeu das mãos de Maurino Magalhães (PR) alvará que autoriza a construção do Yamada Plaza Marabá.
Antes da entrega do documento,ocorreu assinatura de protocolo de intenções entre o município e a organização supermercadista.

O protocolo prevê  o empreendedor estabelecendo prioridade para aquisição de produtos e materiais de construção da obra no comércio marabaense, visando aquecer o mercado local. Outro item do protocolo estabelece que o grupo deve dar prioridade na contratação de mão de obra de pessoas do município durante o período de construção, manutenção e operação do empreendimento.

Durante entrevista, o prefeito Maurino Magalhães destacou a intenção do município em fomentar novos investimentos como forma de trazer benefícios à economia e estimular a oferta de emprego. Para o gestor, a instalação do Y. Yamada Plaza Marabá, um investimento de R$ 20 milhões, irá constituir um incremento no pólo de desenvolvimento da região. “É uma característica do nosso governo viabilizar a implantação de novos empreendimentos que permitam a geração de emprego e renda. Por isso, criamos condições favoráveis para a implantação desse tipo de investimento”, pontuou.

De acordo com o prefeito, o município irá prestar apoio junto aos órgãos e autoridades em nível estadual e federal, no entanto não concederá incentivos fiscais ao novo empreendimento.

O empresário Fernando Yamada informou que o hipermercado irá gerar 200 empregos durante a fase de construção e 600 na fase de operação, sem descartar a possibilidade de outras empresas do grupo aportarem na cidade. “Nossa proposta é chegar a abrir 1000 postos de emprego em Marabá”, projetou o executivo.

Ele também declarou que o grupo irá cumprir à risca o protocolo de intenções e investirá na formação profissional da mão de obra local. “Iremos promover a qualificação profissional e criar uma república em Belém para receber estagiários daqui para treinamento”, revelou.

Ao falar para os integrantes da Acim que se encontravam na reunião, Fernando Yamada declarou que pretende se somar ao comércio marabaense, inclusive dando prioridade ao empresariado local para ocupar balcão de serviços e empreendimentos dentro do supermercado.

Questionado se as obras não estariam atrasadas, uma vez que o terreno foi adquirido 4 anos atrás, o empresário disse que tudo estava dentro da estratégia do grupo. “Esse atraso foi positivo pois o cronograma de entrega ficará conciliado com a obra de duplicação da rodovia Transamazônica”, informou ao se referir à via que dará acesso ao hipermercado.

Fernando prevê que a entrega do novo supermercado, que terá 15 mil metros quadrados de área construída na Folha 33, na margem da Transamazônica, aconteça no segundo semestre de 2011.

O grupo Y. Yamada é o maior do mercado varejista da Amazônia e um dos que mais empregam no Pará, sendo formado por 14 empresas. O carro-chefe é a rede de supermercados Y. Yamada, a maior do norte do Brasil, e as Lojas Y. Yamada, com lojas de departamento especializada em eletro-eletrônicos e magazine com diversos pontos de venda em Belém, no interior do Pará e Amapá.
 
Fonte. Secom PMM
Post de 

6 Comentários

  1. wesllem

    8 de maio de 2013 - 23:14 - 23:14
    Reply

    fica a pergunta vai mesmo ser construido em marabá o yamada?
    alguem pode me responder.?

  2. Rildo Brasil

    20 de outubro de 2011 - 11:17 - 11:17
    Reply

    Gostaria de saber, (se alguém souber pode me enviar resposta) se esses projetos para Marabá vão sair mesmo ou estão parados? É que sai tanta mídia que vai começar, vão fazer, fazem lançamento e os anos vão passando eu ficando velho e nada.
    Falo sobre: Edfício Provenza, Palzza de Fiori, Yamada Plazza e outros…

    rildobrasil@oi.com.br

  3. Anderson

    6 de outubro de 2011 - 14:29 - 14:29
    Reply

    É muito bom pra Marabá a Yamada,quanto mais empresas na cidade melhor pra população.

  4. priscila

    4 de setembro de 2010 - 14:58 - 14:58
    Reply

    espero que Y.yamada gere bastante empregos para o povo marabaense e também traga projetos que beneficiem nossa cidade e outras vantagens. Atenciosamente; Priscila Silva,

  5. Empresario Insatisfeito

    22 de abril de 2010 - 12:58 - 12:58
    Reply

    Finalmente um supermercado decente onde nao se desligam os freezers a noite para economizar energia e deixar os produtos resfriados, mesmo dentro da validade, desrespeitando o consumidor.

    Parabens ao grupo Yamada, apesar das adversidades.

    Vale ressaltar hiroshi um dado estatistico. O grupo Yamada, como o grupo Leolar vai gerir empregos 600 empregos e em consequencia a PMM arrecadar impostos de toda natureza.

    Com investimento de 20 milhoes 600 empregos.

    A duplicação que já passou dos 100 milhoes não atinge este numero, sendo que, o grupo Yamada serão empregos permanentes, como o grupo Leolar.

    Agora é f… ser empresario de serviços em marabá sem incentivos fiscais e gerando empregos empregos como estes 2 grupos.

    Espero que esta mentalidade dos gestores do sul do pará melhore e não seja uma coisa imediatista.

    Abrações
    Empresario Insatisfeito

  6. Anonymous

    21 de abril de 2010 - 22:47 - 22:47
    Reply

    A Y. Yamada chega forte, contra a vontade dos coronéis de barranco que ainda se julgam donos da cidade, mas chega…

    José Coruja da Silva

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *