Hiroshi Bogéa On line

Vale estaria retardando anúncio da siderúrgica em Marabá para influir na disputa eleitoral

A aprovação, pela diretoria da Vale, de investimentos na construção da siderúrgica em Marabá ocorreu em dezembro.

Desde lá esperava-se que a mineradora anunciasse, ao lado do governo do Pará, o start da aciaria.

Até o dia de hoje, no entanto, a Vale mantém-se em silêncio.

Nos bastidores políticos, desconfia-se que a multinacional retarda o anúncio para prejudicar o futuro candidato ao governo apoiado por Simão Jatene.

A questão chegou à grande imprensa.

O jornalista Cláudio Humberto publicou, hoje, as desconfianças gerais.

Em sua coluna, diz o jornalista que “está com toda pinta de manobra politica a demora para a Vale anunciar a siderúrgica em Marabá, no Pará. Foi aprovada em dezembro, mas seguram o anúncio para não favorecer o governo estadual,  em prejuízo das pretensões eleitorais do ministro  Helder Barbalho (integração)”.

Abaixo, print da nota.

Post de 

7 Comentários

  1. Filho

    11 de Fevereiro de 2018 - 10:18 - 10:18
    Reply

    Factóide.
    Noticia que faria melhor não ter sido publicada.

  2. Francisco

    8 de Fevereiro de 2018 - 21:57 - 21:57
    Reply

    Isso virou foi palhaçada.

  3. Lúcio Flávio Pinto

    8 de Fevereiro de 2018 - 19:50 - 19:50
    Reply

    Caro Hiroshi.
    No dia 6 opubliquei a seguinte observação no meu blog:
    “Na sua coluna de hoje, reproduzida em O Liberal, Cláudio Humberto (que foi assessor de imprensa de Collor na presidência da república), diz estar “com toda pinta de manobra a demora para a Vale anunciar a siderúrgica em Marabá, no Pará”.

    Lembra que o projeto foi aprovado em novembro do ano passado, “mas seguram o anúncio para não favorecer o governo estadual, em prejuízo das pretensões eleitorais do ministro Helder Barbalho (Integração)”.

    Um bom jornalista sempre procura alguma forma de identificação da sua fonte, mesmo sem precisar quem é ou exatamente a sua função, caso ela tenha pedido sigilo. Com esse procedimento, dificulta a sua utilização como instrumento de manobra ou balão de ensaio. Não foi o caso de Cláudio Humberto nessa especulação.

    Por isso, pode-se conjecturar sobre a credibilidade da fonte e a qualidade da informação que forneceu. Pode ter se originado na própria Vale, interessada em se isentar de autoria pela protelação da obra, ou no governo do Estado, vitimando-se.

    O fato é que Helder Barbalho tem ido a todos os atos do governo federal, de aliados ou associados no Para´, mesmo quando tem que dividir o palco com adversários políticos. Antes, a única sanção que sofria era não sair em O Liberal. Agora, sua foto – como a do pai – está liberada no jornal dos Maiorana.

    Ele teria o maior prazer em ir ao lançamento da siderúrgica da Vale ao lado de Jatene, como já esteve em Mosqueiro e Belém junto de Zenaldo Coutinho. Mesmo que todos saibam que a fanfarra é mais uma pantomima siderúrgica da Vale, reincidente nas promessas e na manobra.”
    Um abraço,
    Lúcio Flávio Pinto

  4. Carlos

    8 de Fevereiro de 2018 - 08:49 - 8:49
    Reply

    Só o Hiroshi ainda dá crédito pra esse tipo de “notícia”. Dá até sono…

  5. Marcelo

    7 de Fevereiro de 2018 - 17:41 - 17:41
    Reply

    E não está errada! Imagina o caos, letargia e retardo caso os Barbalhos voltassem ao poder estadual.
    Jatene é ruim? Péssimo! Mas Barbalhos são uma quadrilha muito pior.

    • Carlos

      8 de Fevereiro de 2018 - 10:20 - 10:20
      Reply

      Marcelo,
      Acho que você não entendeu a nota. Leia de novo…rs

  6. Adevaldo souza araujo

    7 de Fevereiro de 2018 - 10:12 - 10:12
    Reply

    Hiroshi,não creio,mas, ainda que seja verdade essa enrolação,não vejo como um fim,esse é o meio como se faz política no Brasil,a mentira nasceu lá atrás, agora só estão “requentando”,fazem barulho para ouvidos moucos,todo ano eleitoral é a mesma ladainha…Aliás, esse Claudio Humberto não é aquele da tropa de choque da era COLLOR,o homem do bateu,levou,”confiável esse menino”hein?
    Essa siderúrgica não sai por falta de logística da nossa região e a aprovação da verba não passa de mais uma ‘fake news”….

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *