Hiroshi Bogéa On line

Sindicato garante que Detran está parado em grande parte do Estado

O Sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Estado do Pará (Sindtran-PA) garante que os atendimentos de vistoria de veículos estão parados em 22 municípios paraenses, depois de realização da que decidiu  que os servidores do Detran paralisariam as atividades nesta sexta.

A suspensão das atividades do órgão se volta contra a  tentativa de terceirização dos serviços de vistoria veicular.

Em nota divulgada esta manhã, o Detran-Pa rebateu o Sindtran, e informou que o atendimento aos usuários seguiu normal nesta sexta-feira na sede da rodovia Augusto Montenegro, em Belém, com funcionamento garantido das 8h às 14h.

Porém, o Detran admitiu que, até o momento, “o setor de vistoria é o único com atividades paralisadas”, o que, segundo diz o órgão, “não causa prejuízos aos usuários, pois o calendário de licenciamento anual já foi encerrado”.

PARADA

Segundo balanço divulgado pelo Sindtran-PA, as Ciretrans (Circunscrições Regionais de Trânsito) que confirmaram adesão à paralisação dos servidores do Detran, sobretudo dos setores de vistoria veicular, atingem os serviços de Belém; Ananindeua; Castanhal; Santa Izabel; Ourilândia; Itaituba; Uruará; Tailândia; Tucumã; Alenquer;  Oriximiná; Almeirim (Monte Dourado); Medicilândia; Santa Izabel; Parauapebas; Soure; Monte Alegre; Dom Elizeu; Barcarena; Canaã dos Carajás; Curionópolis; Breves; Altamira; Óbidos; e Redenção.

O Detran-PA, porém, disse que “as Circunscrições Regionais de Trânsito e os postos avançados em Belém e interior do Estado seguem em pleno funcionamento”.

“Lutamos pela revogação da portaria n. 4265/2018, publicada no Diário Oficial do Estado do dia 17/12/2018 que repassará 90% dos valores arrecadados nos serviços de vistoria pelo Detran a empresas privadas, prejudicando a estrutura pública e esvaziando as atribuições legais dos servidores concursados e habilitados ao longo de dez anos na realização destes serviços”, diz o Sindtran-PA.

Segundo a diretoria geral do Detran-PA, o órgão “mantém um canal permanente de diálogo com as entidades representativas das categorias de servidores do Estado para esclarecer e informar, visando o não comprometimento e a manutenção dos serviços prestados à população”.

O sindicato afirma que, atualmente, o Pará já possui uma das maiores taxas de serviços não terceirizados do Brasil. “Com a terceirização, o cidadão tende a pagar ainda mais, de 5 a 10 vezes mais caro, pelos mesmos serviços realizados por servidores de carreira, como identificamos em alguns estados, onde não existe quadro próprio de servidores concursados”.

SEM VISTORIAS

O Sindtran-PA não confirma ainda se as atividades de vistoria serão retomadas normalmente após os festejos do Natal. Confira abaixo onde os serviços de vistoria de veículos seguem suspensos em todo o Estado:

Belém,  Ananindeua, Castanhal, Santa Isabel, Medicilândia, Almeirim,Oriximiná, Ourilândia, Itaituba, Uruará, Tailândia,  Tucumã,  Alenquer,   Santa Izabel, Parauapebas,Canaã dos Carajás, Curionópolis,  Redenção, Óbidos, Altamira, Breves, Soure, Monte Alegre, Dom Eliseu e Barcarena.

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *