Hiroshi Bogéa On line

Santarém sedia Encontro Estadual de Educação

Quem informa é Maryane Brito:

 

Na próxima sexta-feira (8), o município de Santarém, no oeste paraense, será sede do I Encontro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica, referente às regiões de integração do Baixo Amazonas e do Tapajós. Promovido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com o Centro Regional de Governo do Baixo Amazonas (CRGBA) e a prefeitura municipal, o evento vai ocorrer na sede do Centro.

O intuito é proporcionar de forma conjunta, discussões acerca da execução do Programa Pará Profissional como experiência de política pública para o desenvolvimento inter-regional, inclusão produtiva e oportunidades de trabalho no Pará.

Esta é a sétima edição do Encontro que teve início no dia 24 de abril na região Lago de Tucuruí, no município de Tucuruí; dia 26 de abril na região Rio Capim, no município de Ulianópolis; dia 3 de maio na região Rio Caeté, no município de Bragança, dia 15 de maio na região de Carajás, no município de Canaã dos Carajás e dia 17 de maio na região do Araguaia, onde o evento ocorreu no município de Xinguara.

Os próximos encontros serão realizados no dia 13 de junho na região do Marajó, tendo como sede o município de Breves; no dia 15, na região do Xingu, sendo Brasil Novo a sede. Por último, no dia 26, Belém sedia o Encontro referente às regiões Guajará, Guamá e Tocantins.

O Pará Profissional foi instituído pela Lei no 8.427, de 16 de novembro de 2016, e é descrito como um dos principais instrumentos de superação das desigualdades inter-regionais, com a finalidade de ofertar educação profissional e tecnológica nas diversas modalidades a fim de consolidar, ampliar e verticalizar as cadeias produtivas aos eixos prioritários de desenvolvimento no Estado.

O Programa busca contribuir para o fortalecimento das cadeias estratégicas de desenvolvimento regional. Durante pouco mais de um ano de existência, o Programa ampliou e flexibilizou a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica em todo o estado, levando em consideração as demandas sociais existentes, as vocações produtivas regionais e a necessidade de se criar maiores oportunidades de emprego e renda.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *