Hiroshi Bogéa On line

Piores rodovias brasileiras estão no Pará

Pesquisa de Rodovias da Confederação Nacional de Transporte (CNT) a´pnta que dos 2.615 quilômetros que compõem a malha viária do Pará – rodovias federais e principais estradas estaduais -, 88,6% foram considerados como regular, ruim ou péssimo.

A constatação não é nenhuma novidade, para quem percorre terras paraenses usando suas estradas.

A catástrofe, em verdade, está até de bom tamanho, considerando a  os longos trechos de “buracaria”  enfrentadas dia a dia pelos motoristas.

Pesquisa analisou 95.707 quilômetros de estradas em todo o Brasil.

Para se recuperar a extensão da encrenca, exige-se, por baixo, cerca de  R$ 1 bilhão.

Post de 

2 Comentários

  1. Brasileiro

    25 de outubro de 2012 - 22:34 - 22:34
    Reply

    conta outra novidade que não sabemos…

  2. ANONIMO

    25 de outubro de 2012 - 09:45 - 9:45
    Reply

    Hiroshi, essa pesquisa está furada, lista como terceira pior rodovia o trecho Belém – Gurupí/To da antiga Belém-Brasília e como oitava pior a Marabá-D.Eliseu, conheço muito bem os dois trechos e para nós paraenses acostumados com “Merd…” , esses trechos são ótimos, quem fez essa “pesquisa” devia ir de Marabá à Altamira ou de Marabá à Redenção, aí sim iam ver como os governos são atenciosos conosco,retornando os impostos que pagamos, em forma de infraestrutura. Nada mais à comentar !

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *