Hiroshi Bogéa On line

Priante e Luiz Otávio

Conforme prometera na tarde de sexta-feira (18) em Brasília, na condição de que não expusesse sua identidade e alguns detalhes do acordo político costurado, fonte brasiliense telefonou agora pela manhã a este poster confirmando para quarta-feira (23) a nomeação de José Priante “para algum cargo federal”. A nomeação de Luiz

Continue Lendo

Arquitetura do roubo

O todo-poderoso Zuleido Soares, dono da agora conhecida Construtora Gautama, esteve pelo menos três vezes em Belém durante o mês de março. Permaneceu na cidade um dia inteiro na primeira viagem, enquanto nas duas outras chegou no inicio da noite e viajou na manha seguinte, hospedado na casa de um

Continue Lendo

Incêndio ainda por vir

Consta que no calhamaço de dados descobertos pela PF durante as 84 operações de busca e apreensão nos escritórios da Guatama teria sido descoberto o envolvimento de políticos do Pará. Os dados são triglicerina pura com potencial para fazer explodir de vez o que resta de respeito ao Congresso Nacional.

Continue Lendo

Agenda do crime

Se a polícia apertar, o fazendeiro Joaquim Gonçalves Montes (Joaquim “do Tato”) pode perfeitamente revelar nomes e endereços dos pistoleiros à serviço do crime organizado residentes no Sul e Sudeste do Estado. Quem informa é um repórter voluntário deste poster, fonte de altíssima credibilidade. Joaquim “do Tato” foi um dos

Continue Lendo

Programa social

O PAC destinará a Marabá R$ 50 milhões para obras de saneamento (esgoto, água encanada) e habitação. Durante audiência com Dilma Roussef, o prefeito de Marabá Sebastião Miranda (PTB) tomou conhecimento do volume do investimento e tem prazo agora para apresentar projetos soplicitados.

Pega geral

Não se fala em outra coisa nas rodadas políticas. O zumzumzum aumentou ao final da tarde de ontem, sexta-feira: uma capital nordestina pode ser o próximo palco da PF. Os alvos são personagens da política daquele estado. Desta vez, talvez falte realmente cadeia para se colocar outra leva de bandidos

Continue Lendo

Wilson na vitrola & Codornas

Este blog voltará a ser atualizado somente a partir das 15 horas. O poster segue para Belém, depois de intensa quinta-feira na capital do país. A temperatura aqui em Brasília está dentro daquela situação que chamamos de “ideal”, variando entre 20 e 25 graus. Dá pra usar blaser confortavelmente. Na

Continue Lendo

Traição e ameaças

Foi tenso o encontro de representantes dos agricultores da região Apyterewa, localizada em São Félix do Xingu, no Ministério da Jutiça, em Brasília. O deputado Asdrubal Bentes (PMDB), bastante irritado, acusou o governo de “trair compromissos assumidos com os movimentos sociais e de estimular o conflito que já deveria ter

Continue Lendo

Ipea apresenta estudos

Terminou às 13 horas a apresentação dos estudos sócioeconômicos de viabilidade dos estados de Carajás, Tapajós e Pará remanescente, realizado no auditório do Ipea (Instituto de Pesquisa e Estudos Aplicados), em Brasília (foto). O diretor de Estudos Regional e Urbano, José Aroldo Mota, expôs durante duas horas os dados levantados

Continue Lendo

Simulação de indicadores

Em todas simulações dos indicadores analisados (Orçamento, Renda Per Capita, Mortalidade Infantil, Infra-Estrutura Social, PIB, FPM, etc), a potencialidade dos três estados fica evidenciada. O estado do Pará remanescente, no entanto, se diferencia positivamente à frente dos outros em quase todos os indicadores, numa prova do acúmulo da grande concentração

Continue Lendo

Moderna tecnologia

O Ipea utilizou dados extraídos do IBGE, Secretaria do Tesouro Nacional, Caixa Econômica Federal e de outras instituções. Ao destacar a região Sul/Sudeste, os números da economia regional são baseados no censo de 2000, quando não estava consolidado ainda o Distrito Industrial de Marabá e grande parte dos investimentos da

Continue Lendo

Transparência

José Aroldo Mota deixou bem claro, ao começar sua exposição, de que por força constitucional e necessidade de manter postura impessoal diante de estudos que envolvem criação de novos estados, cuja palavra final cabe o Congresso Nacional, ele nao faria qualquer pronunciamento conclusivo a respeito. Todavia, se colocava a disposição

Continue Lendo

Racionalidade

Terminada a exposição de Aroldo Mota, os deputados Wandenkolk Gonçalves, Asdrubal Bentes, Lira Maia, Giovanni Queiroz e Zequinha Marinho (na foto, aparecem em primeiro plano), disseram que agora podem municiar a sociedade com as informações necesssárias ao debate racional da questão. “Acabou-se o tempo das bravatas e de querer convencer

Continue Lendo

Planejamento

Deputado Giovanni Queiroz (Foto, ao lado de Aroldo Mota e deste poster), a quem coube a tarefa de coordenar os contatos com o Ipea, pretende anexar aos estudos concluídos, amplo levantamento de dados econômicos comparativos com a evolução do PIB de alguns estados, entre eles, Goiás e Mato Grosso –

Continue Lendo

Comissão apartidária

Val André, assessor do deputado Giovanni Queiroz, repassa informação de que a partir do momento em que o Ipea fez a entrega dos estudos de viabilidade socioeconômica, “será afinado o discurso do que os dados revelaram com objetivo de se formatar a postura a ser adotada pelos entes políticos interessados

Continue Lendo

Evolução comparativa

O blog oferece agora um aperitivo aos nossos queridos economistas e demais estudiosos de números cruciais da vida de um país. Peguemos o ano de graça de 1975, quando ocorreu a divisão territorial do Estado de Matogrosso: 1- Usando preços constantes do ano 2000, o IBGE mostra que o PIB

Continue Lendo

Até mais ver

Logo mais, às 10 horas, este poster estará na sede do Ipea, em Brasília, registrando a entrega dos estudos de viabilidade socioeconômica dos projetados Estados de Carajás, Tapajós e Pará remanescente. Atualização do blog, depois do meio-dia.

Parmalat

O investimento que a Parmalat anunciou pretende aplicar em Paruapebas na montagem de uma estrutura industrial pode provocar o fechamento, no futuro, de pequenos laticínios existentes no corredor de Carajás. Quem alerta é Antonio Sabino Filho, advogado de uma micro empresa produtora de queijo , ao analisar os critérios de

Continue Lendo

Distrito Pebas

Se depender mesmo das organizações ambientais o prefeito Darci Lermen dificilmente montará o Distrito Industrial do município, conforme antecipei na coluna que publico terça e sexta no Diário do Pará. As ONGs que já se organizam para peitar as pretensões da prefeitura de Parauapebas sustentam que não existe nenhuma liberação

Continue Lendo

Projetos pessoais

O blog recebeu e-mail de uma ONGs, cujo nome será publicado a partir da reunião que os ambientalistas pretendem fazer com diversas outras instituições, acusando Darci Lermen de “irresponsável ao lançar oficialmente o Distrito Industrial, que está sendo erguido nas imediações do maior Cinturão Verde do Sul do Pará sem

Continue Lendo

Atiçando ciúmes

Deputado João Salame (PPS) revelou surpreendente organização profissional ao espalhar pela cidade dezenas de outdoors com mensagens positivas saudando o PTP (Planejamento Territorial Participativo) e farta distribuição de folder prestando contas do que tem feito na Assembléia e com propostas de metas a cumprir no campo legislativo. Dizem que a

Continue Lendo

Esvaziamento a caminho

Importante político da região, ex-deputado estadual, detectou movimentos na prefeitura de Parauapebas com objetivo de esvaziar economicamente o município de Canaã dos Carajás. Diz não tardará o momento em que o prefeito do município ficará segurando apenas os passivos que passarão a surgir a partir das estratégias em movimento. Fica

Continue Lendo

Marketing ambiental

Tasso Azevedo, diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, ao abrir a audiência pública de Açailândia, no Maranhão. – O Distrito Florestal Sustentável de Carajás não é contra nada. É a favor da natureza.

Pra repercutir

Este poster fará a cobertura da entrega em Brasília dos estudos de viabilidade socioeconômica dos Estados de Carajás, Tapajós e Pará remanescente, fazendo esforço para registrar quase on line depoimentos de técnicos do IPEA e da classe política. Amanhã, às 10 horas, na sede do Ipea.

Pra acelerar

Com Ana Júlia à frente, os prefeitos de Belém, Marabá, Ananindeua e Santarém, entre outros, encontram-se neste momento em Brasília discutindo nos ministérios a extensão das obras do Programa de Aceleração do Crescimento.

Cofre cheio

O valor exato de recursos em caixa da prefeitura de Marabá é de R$ 20 milhões. Tião Miranda começou a soltar licitações para obras de infra-estrutura a serem realizadas no período de oito meses. Ou seja, até o próximo inverno. Promete revolucionar a cidade. O prefeito tem um objetivo: eleger-se

Continue Lendo

Profissionalização

Descontando de cada associado 0,50 por tonelada de carvão vegetal comercializado, o Sindicato dos Produtores de Carvão Vegetal pretende criar um fundo destinado a financiar a classe no reflorestamento de áreas degradadas. Inicialmente, a entidade visualisa formar uma base financeira da ordem de R$ 200 mil, partindo daí para a

Continue Lendo

Carinho e afeto

Frase do deputado Paulo Rocha (PT), em conversa com empresários: – Vocês precisam cuidar bem de Marabá. O município vai crescer nos próximos anos bem acima da média nacional.

Canteiros regionais

Os números são do Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Pará: existem 63 mil hectares de reflorestamento em municípios do Pará, Tocantins e Maranhão e Tocantins. Até 2015, a meta é plantar mais 400 mil hectares.