Hiroshi Bogéa On line

No rumo da Ásia

 

 

Da lavra do jornalista Lúcio Flávio Pinto:

 

 

Metade de tudo que a Vale faturou no primeiro semestre deste ano veio da Ásia. No primeiro trimestre essa participação foi de 51,3%, baixando ligeiramente para 50,1% da sua receita total no 2º trimestre. A soma da receita no primeiro semestre foi de quase 23 bilhões de dólares. A China, com 31,5%, é o principal destino dos produtos da Vale. Para o Japão seguem 10,6%; para a Coreia, 3,9%. Ou seja, a Ásia é o destino de mais de 45% de tudo que a Vale produz.

Quase não houve queda de faturamento porque a baixa de preços de mercadorias oferecidas pela mineradora foi compensada por volume maior de vendas. Cada vez mais a ex-estatal se volta para matérias primas e insumos básicos: minério de ferro, pelotas, manganês, ferroligas, carvão metalúrgico e térmico, que representam  mais de 70% de toda a sua receita operacional.

Para se consolidar como grande mineradora internacional, a Vale vai se desvencilhando de atividades industriais. A manutenção em logística é para melhorar o fluxo de matérias primas e insumos para os mercados internacionais.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *