Hiroshi Bogéa On line

“Navega Pará” beneficia cinco municípios do Sul

A matéria leva a assinatura da jornalista Nátia Machado:

 

Com R$ 5,2 bilhões de PIB, o que corresponde a 5,7% do Produto Interno Bruto paraense, a região do Araguaia é a maior produtora de bovino (38%) e de abacaxi (87%). Tem a segunda maior produção de soja (28%), além de ser a maior exportadora de carne bovina e maior produtora de leite, respondendo por 21% do PIB agropecuário do Pará. Nesta perspectiva, a Rede de Comunicação de Dados Corporativa do Estado precisava chegar a região, não apenas para acompanhar, mas também para promover o desenvolvimento dos seus 15 municípios.

Por isso, a meta do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019 era conectar cinco cidades da região. A meta foi alcançada pela Prodepa no início deste ano, com a conexão dos seguintes municípios: Pau D’Arco, Redenção, Rio Maria, Sapucaia e Xinguara. Além de fornecer conectividade à administração pública nas diversas esferas (municipal, estadual, federal, judiciária), a Rede Corporativa do Estado também instala pontos de acesso livre (hotzones), garantindo o acesso da população à internet de qualidade e de forma gratuita. Com o sinal de comunicação digital instalado em praças e orlas, a população das cidades pode se conectar ao mundo globalizado através do sistema wi-fi.

Tendo a missão de encurtar distâncias e possibilitar o acesso a informação e comunicação aos cidadãos paraenses, a expansão desta rede pelo interior do estado vem contribuindo para o desenvolvimento das comunidades. “Sabemos que a Internet, hoje, é a principal ferramenta de comunicação dos jovens, adultos, adolescentes, do empresário, do estudante e de todas as camadas sociais, e oferecer internet de graça para a população, sem dúvida é uma grande conquista”, comemora Fredson Pereira, prefeito de Pau d’Arco, município que recebeu um ponto de acesso livre à internet na Praça Maria Conceição Corrêa.

Os cinco novos municípios conectados à rede serão atendidos pelo Núcleo Regional de Marabá, otimizando a prestação de serviços técnicos e comerciais, como a instalação de programas, consultoria de serviços de internet e consultoria de segurança de rede, e ajudando na qualidade do serviço disponibilizado tanto para órgãos públicos quanto para a população.

Infraestrutura – Entre os principais produtos exportados pela região Araguaia estão: Ferro-ligas (Ourilândia 51%); Carne bovina congelada 18% (Xinguara, Água Azul do Norte, Santana do Araguaia, respectivamente, 10%, 5%, 3%) e soja, 9% (Conceição do Araguaia). Diante deste cenário, o grande projeto do governo do Estado para o desenvolvimento da região é a criação da primeira ferrovia estadual. Os investimentos privados previstos para o empreendimento seriam de U$ 4.5 bilhões. Quando ficar pronta, a Ferrovia Paraense (Fepasa) será uma alternativa mais barata para o escoamento da produção oriunda do sul e sudeste do Pará, além de promover a integração entre os modais rodoviário e fluvial, estabelecendo um circuito multimodal para o transporte de carga pesada. Uma solução ideal para a região amazônica, por ser menos agressiva ao meio ambiente e portanto, mais adequada ao desenvolvimento sustentável.

Já na fase de construção, cujo início está previsto para 2018, seriam 14 mil empregos e, durante a operação, somando os trabalhos na ferrovia, ramais, plataformas, superporto e condomínio industrial, a estimativa é de mais de 60 mil empregos diretos. Com 1,2 mil quilômetros de extensão, o traçado da Fepasa iniciaria em Santana do Araguaia – levando em consideração o meio ambiente e não cortando terras indígenas ou de populações tradicionais, como áreas quilombolas, nem áreas de preservação ambiental – e passaria por vários municípios da região, como Redenção e Xinguara.

Segundo informações do setor, a expectativa é que já no primeiro ano de funcionamento da ferrovia a demanda seria da ordem de quase 30 milhões de toneladas de produtos, como grãos e minérios. Em cinco anos, essa demanda cresceria para pelo menos 48 milhões de toneladas. As principais cidades a terem o escoamento da produção facilitado são: Santana do Araguaia, Conceição do Araguaia, Pau d’Arco, Redenção e Santa Maria das Barreiras.

Navegapará – Pontos de acesso livre à internet nos municípios da região Araguaia:

Pau d’Arco – Praça Maria Conceição Corrêa

Rio Maria – Praça Municipal – Setor Cascalheira

Sapucaia – Praça da Bíblia

Xinguara – Praça da Rodoviária

Autor 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *