Hiroshi Bogéa On line

Morte em Carajás é lamentada pela Vale

 

 

Blog recebe da Assessoria de Imprensa da Vale nota sobre mortes em Serra dos Carajás.

 

A Vale lamenta informar que hoje, por volta de 00h40, uma árvore, ao cair, atingiu um ônibus que transportava empregados na Estrada do Manganês. O acidente aconteceu no Km 17 da rodovia, que dá acesso à Mina do Azul, na Serra dos Carajás, município de Parauapebas, Pará. No momento da ocorrência chovia muito forte.

O acidente deixou um morto e 10 feridos. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Segurança Empresarial da Vale trabalham no local. As vítimas já foram encaminhadas para atendimento no Hospital Yutaka Takeda, no núcleo urbano de Carajás.

A Vale lamenta profundamente o ocorrido e informa que está prestando toda a assistência necessária aos empregados e seus familiares. (Assessoria de Imprensa)

 

Nota do blog: em verdade, o número de mortes confirmado é de três trabalhadores, conforme informação da colaboradora Maria Julinha de Adelaide, direto de Canaã dos Carajás.

————————

Atualização às 14:54

 

Identificadas as vítimas do acidente. José Lima Marinho, Celso Barbosa; e,  o terceiro, conhecido por Chicão. Este último morava no núcleo urbano de Carajás.

———————–

Atualização às 15:12

 

Carmen Oliveira, da Assessoria de Imprensa da Vale, em Marabá, atualizou a Nota  de Esclarecimento da companhia lamentando as mortes de três trabalhadores. O número oficial somente agora integra a segunda nota em razão dos procedimentos prévios de comunicação dos familiares das vítimas,

 

Nota de esclarecimento – Acidente na Estrada do Manganês (Atualização)

A Vale lamenta informar que hoje, por volta de 00h40, uma árvore, ao cair, atingiu um ônibus que transportava empregados na Estrada do Manganês. O acidente aconteceu no Km 17 da rodovia, que dá acesso à Mina do Azul, na Serra dos Carajás, município de Parauapebas, Pará. Os empregados estavam no trajeto de retorno às suas residências, após o término do turno de trabalho. No momento da ocorrência chovia na região.

O acidente deixou três mortos e nove feridos. A Vale lamenta profundamente o ocorrido e informa que está prestando toda a assistência necessária aos empregados e seus familiares.

————————-

Atualização às 16:54

 

A primeira foto: estado em que ficou o ônibus atingido pela árvore.

Imagem publicada originalmente no mural de Veterano CKS - Facebook

 

Uma das vítimas, abaixo: José Lima Marinho, que deixa esposa e três filhos.

 

Imagem publicada originalmente no mural de Veterano CKS - Facebook
Autor 

22 Comentários

  1. paulo roberto (paulão)

    6 de outubro de 2017 - 19:20
    Reply

    eu tambem sofri um acidente de trabalho, estavamos dobrando servico por solicitacao da gerencia e o inesperado aconteceu, sofri uma queda de aproximadamente 6 metros de altura batendo a cabeça, fiquei dois dias em coma profundo em belem no hospital beneficiencia porpuguesa fui recebido por um medico excelente que ate hoje agradeço a deus por te colocado ele no meu caminho.estou bem ,mais com algumas sequelas isto não e nada comparado ao que aconteceu so os amigos que acompanharam podem dizer. para encerrar ainda disseram que eu estava enbriagado no trabalho.mais provei que não era verdade.tanto que quado fui dispensado processei a vale e ganhei todos meus direitos. essa e a vale pra quem não conhece.

  2. ANONIMO

    19 de Março de 2017 - 13:43
    Reply

    VÍTIMAS E MAIS VÍTIMAS AINDA TEM E ACONTECENDO E NADA ESTA SENDO FEITO. MAIS DEUS CONFORTE OS FAMILIARES. processo judicias nela.

  3. Silvio - Veteranos da Estrada

    4 de Janeiro de 2016 - 13:42
    Reply

    Independente da culpa dolosa a empresa têm de arcar com o “acidente de trabalho”. Se os gerentes realmente poderiam ter feito algo e não fizeram levando os trabalhadores à óbito só fizeram piorar a situação do passivo trabalhista da empresa que terá de arcar com mais duas mortes.

  4. Ismael Caldas Moura

    12 de Fevereiro de 2014 - 12:36
    Reply

    E muito triste o que aconteceu

  5. anonimo

    10 de dezembro de 2013 - 18:35
    Reply

    Até agora ninguem foi preso pala mortes dos trabalharoes de carajas que foram assasinado na estrada do maganes, os gerente foram embora da vale mais o CPF deles é o mesmo espero que isso não se transforme em mais um caso de impunidade
    muito vergonhoso morrer tres pessoas e nada ser feito

  6. Joao

    30 de outubro de 2013 - 6:57
    Reply

    Eu que trabalho a 29 anos na vale, sei como que funciona essa mascara chamada de programa de segurança do trabalho, que so serve para gerar documentação para as auditorias, em documentos tudo funciona 100% porque se algo de errado acontecer rola cabeça, mas nao pense que e de gerente e da piãozada, eu como um funcionario antigo, em vespera de auditoria ja foi coagido/obrigado a assinar documentos que nem sei uque hé, na epoca deste acidente alem dos dois gerentes gerais tinha mas um ditador por nome de KILDARE que erao gerente de áreq um inconpetente que foi expulso la de Itabira e trazido para carajas apadrinhado pelo senhor PADOVEZI, ess ditador KILDARE, foi um dos principais culpado pela morte dessas duas ultimas vitimas pos ele acompanhou o acidente des do começo mas por ser um daqueles funcionario que nao tem nem uma competencia não teve nem uma atitude com relação a mandar buscar equipamento com capacidade de remover a árvore de cima do onibus e nem deixava nenguem tomar providencia porque ele e daquelas pessoas que so ele sabe mas e um imcompetente nato, e por isso que tem que acabar com essa safadesa dentro da vale de gerentes apadrinhar pessoas que so vive no sambra de outro e tanto que quando PADOVEZI foi embora de carajas ele foi tambem dizendo que pediu conta mas esse safado foi demitido que todo mundo sabe, e depois de ter omitido socorro ocasionando a morte aos dois ultimus tralhadores ainda teve a coraragem de ir na casa dos familiares fazer um tiatro vagabundo que merecia ter sido linchado pela sua ousadia, KILDARE tu ainda vai pagar por todas as maudades qui tu ja fes contra trabalhadores principalmete em carajas isso vc pode esperar, pode ate tarda mas nao vai falhar,

  7. anonymous

    1 de outubro de 2013 - 21:30
    Reply

    Eu vi a agonia de um filho saber que seu pai não voltaria mais para casa, e tudo porque? Por negligência dessa empresa que investe bilhões e não se importa com a vida de seus empregados. No qual poderiam ter sido salvos, e não foram por conta de gerentes imundos não terem autorizado uma simples maquina ir ajudar a retirar destroços.
    Sabe o que é ter um pai que trabalha na Vale e a cada dia ficar aflita com medo de ele não voltar com vida desse lugar? Um pai hipertenso que nessa hora estava voltando também e graças a Deus não foi atingido por essa arvore? Eu todos os dias peço a Deus pra ele voltar vivo e se aposentar dessa empresa pra jamais trabalhar num local de risco assim.

  8. francinete lopes

    27 de Maio de 2012 - 0:19
    Reply

    deusciuda bem dele!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. francinete lopes

    27 de Maio de 2012 - 0:12
    Reply

    era uma pessoa miuto bacana sinto muito pelo acontecido!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! deus vai cuidar bem dele pq ele merece

  10. Tenorio Lima Marinho

    30 de Abril de 2012 - 15:51
    Reply

    MORTES/ASSASSINATOS NA ESTRADA DO MANGANÊS
    GERENTES DA VALE SÃO RESPONSAVEIS

    O “acidente”, que ceifou a vida de três trabalhadores na estrada que da acesso ,`a mina do Manganês, Serra dos Carajás – Pará, se deu a 00:40h minutos do dia 30 de março 2012.
    Vamos entender:
    Os vitimados, José Marinho, Chicão e Celso só foram retirados do ônibus/arvore, após 8 Horas de agonia. Ou seja, com todos os recursos que a empresa tem, como máquinas potentes as quais poderiam ser deslocadas e em poucos minutos estariam no local, não foram, por falta de autorização dos gerente de área. Com exceção do Celso, as mortes dos demais ( José Marinho e Chicão), não foram em função da pancada da árvore e sim fruto da criminosa omissão por socorro dos responsáveis pela área.
    Vejamos: As máquinas, que poderiam salvar as vidas daqueles trabalhadores, estavam a pouco mais de 3 km do local do acidente. Os dois trabalhadores, prevendo que não receberiam socorro da empresa, na agonia, pediram inclusive aos colegas, até mesmo para cortarem suas pernas, para salvá-los. Ou seja, estavam presos, só e somente só, pelas pernas. Inclusive o Marinho, estava somente com sua perna ( abaixo do joelho) esquerda presa.
    Como é que uma pessoa, somente presa pelas pernas, não recebe socorro a tempo para salvá-la?
    Não é crime a omissão de socorro?
    A empresa se faz de pessoas, e as pessoas que gerenciam uma área, são responsáveis direto pela vida daqueles que ali trabalham!
    Qual a justificativa que se tem, em deixar esses trabalhadores agonizando a mais de 8 Horas, em um local de fácil acesso?
    Os senhores gerentes, Antonio Padovesio e Bruno Cipriane, responsáveis por essa área, tem que ser responsabilizados criminalmente por essas mortes, sobretudo pela omissão de socorro.
    Esses irresponsáveis, estavam com o poder de salvar as vidas desses trabalhadores. Não o fizeram, optando em deixa-los, propositalmente, agonizando, e perdendo muito sangue.
    Para justificar o injustificável, hoje esses dois criminosos, ficam fazendo campanha assediosa na área, apresentando uma estatística lunática, inclusive ameaçando demitir quem se pronunciar a respeito do fatídico e previsível “acidente” com mortes.
    A família de José Marinho irá acionar a justiça, para responsabilizar criminalmente, todos aqueles que tiveram uma parcela de culpa em sua morte.
    Assinam esta nota:
    Tenório Lima Marinho – Mesaque Lima Marinho – Tarcísio Lima Marinho – Natam Lima Marinho – Joel Lima Marinho – Sadraque Lima Marinho – Edvigues Lima Marinho – Francisco Lima Marinho – Nely Lima Marinho e Maria Lima Marinho
    Postado por Lesionados Vale às Sexta-feira, Abril 27, 2012 2 comentários
    Enviar por e-mail
    BlogThis!
    Compartilhar no Twitter
    Compartilhar no Facebook
    Compartilhar no Orkut

  11. milagres do Maranhao

    27 de Abril de 2012 - 19:05
    Reply

    mais uma vez a vala vem com mentiras a papulacao, dizendo que fez de tudo para socorrer as vitimas. EU PERGUNTO A VALE e Seus representantes Antonio Padoveze e Bruno Cipriane. Voces fizeram tudo para socorrer as vitimas? Vejo que sao imcompetente pq passaram de 9 horas para retirar uma arvores. Negligencia total de vcs.

  12. MILAGRES

    15 de Abril de 2012 - 11:31
    Reply

    SENHORA NINA, VC SABE QUANTOS IRMAOS (MARINHO)ELE TEM?
    ACREDITO QUE NAO SABE, COMO VC FICA FALANDO DE APOIO.
    QUE VC ENTENDE POR APOIO? NÓS FAMILIARES É QUE SABEMOS VC NAO SABE DE NADA POR ISSO FIQUE FORA DISSO

    SE FOSSE UM DOS SEUS SERÁ QUE VC ESTARIA DEFENDENDO A VALE?

  13. PARENTE

    15 de Abril de 2012 - 11:21
    Reply

    SENHORA NINA VC FALA ISSO PQ NAO FOI UM DOS SEUS PARENTES OU
    MESMO O SEU MARIDO QUE VAI TODO DIA PARA A MINA

  14. Nina

    8 de Abril de 2012 - 1:20
    Reply

    Também acho uma falta de respeito ficar divulgando fotos das vítimas e de seus familiares sem autorização, especialmente fotos das crianças. Quanto a culpa da empresa, não somos nós responsáveis por julgar se houve ou não, considero leviano apontar culpados sem termos conhecimento REAL dos fatos e sem termos competência para isso. É fato é que a Vale está dando TODO apoio às famílias das vítimas, conheço a família do Marinho, tenho falado com a esposa dele e sei que ela e as crianças têm recebido atenção devida da Vale…Muita gente escreve e fala coisas sem ter conhecimento de causa.

  15. odalias

    3 de Abril de 2012 - 17:10
    Reply

    olha nao dar pra culpar esse ou aquele temos que pensar nas pessoas que nesse momento se foram, pois tudo oque aconteceu foi permiçao de Deus.temos agora e que horar pelas pessoas que ficaram e da total apoio para seus filhos que tanto sofren. meus sentimento a essas familias

  16. elson santos

    2 de Abril de 2012 - 21:06
    Reply

    a vale investe milhões de dólares em equipamentos de produção ,mas não investe em treinamentos eficaz para sua brigada e nem, em equipamentos de ultima geração para resgate de pessoas em meio ferragens, pos ja aconteceram outrassituaçõescomo essa, mais nem uma atitude foi tomada por parte da vale,isso e inadimissivel.

  17. ANONIMO

    2 de Abril de 2012 - 7:54
    Reply

    Como não há culpado ? A CVRD,com todo seu aparato técnico e tecnológico,tem OBRIGAÇÃo de fazer um levantamento na área que limita próximo `a rodovia (rodovia ?) e IDENTIFICAR árvores passíveis de tombamento sob efeito das tempestades comuns no local nessa época; e removê-las. Isso é irreponsabilidade e descaso, aí os acidentes ocorrem. Vamos deixar encobrir os erros da empresa,falar a verdade ,é obrigação de todos.

  18. txt

    1 de Abril de 2012 - 18:39
    Reply

    Olhar feminino, deixe de ser ignorant. Nao ha como esconder is so. Com certeza a empresa se resguardou para divulgar como format de respeitra as familias.
    Desrespeitoso e onque fizeram has edes socias’ falando da more das pessoas antes mesmo das familias seem avisadas. Is so sim e desrespeito. Coloque-se no ougar das familias. Home to do mundo acha que tem de ser fonts, far noticia, e se esquece dos sentimentos alheios.
    Essas pessoas que colocaram as fotos no facebook sao desprovidas de qualquer nocao etica e humana.

  19. João Victor Marinho

    31 de Março de 2012 - 19:10
    Reply

    Tio querido q irá fazer muita falta aos seus familiares com suas graças e alegrias
    ADEUS TIO ZÉ

  20. olhar feminino

    31 de Março de 2012 - 11:35
    Reply

    que foi uma fatalidade ninguem tem dúvidas. Agora que a a mineradora quis encobrir o números de óbitos isso é uma verdade enviasndo através de sua assessoria de imprensa. Apoenas quando estava as tres mortes nas redes sociais foi qque ela divulgou outra nota confirmando ao certo o total de mortes. as mortes foram no local e ela divulgou a nota pela masnha bulindo as informaçoes corretas em sua nota para os veiculos de comunicaçao.

  21. Pilar

    30 de Março de 2012 - 22:25
    Reply

    Uma tragédia! Algo inexplicável, quando poderiam imaginar que naquele exato momento uma árvore cairia?
    Não há culpados, há sim pessoas que precisam de ajuda, cuidados, acompanhamento emocional e material.
    Esperamos que a empresa seja presente em todos os aspectos, para os que se feriram e para as famílias dos que se foram.
    Todos estão chocados.

  22. Aline Caldas

    30 de Março de 2012 - 20:54
    Reply

    Para nós milagrense, terra onde José lima Marinho, nasceu e passou boa parte de sua vida, está toda de luto e sofrendo com a grande perda. O que nos conforta é saber que ele está junto ao pai.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *