Hiroshi Bogéa On line

Marcelo Alves: dois anos de articulações em favor da comunidade

O Projeto Constituição na Escola tem como premissa passar noções básicas sobre a nossa Constituição, política e civilidade, sem qualquer influência ideológica ou de partido político. Ao conhecer as leis, eu acredito que o jovem assume um papel crítico na sociedade: ele passa a defender seus direitos, entender o que está acontecendo e começa a fiscalizar e cobrar ações da classe política, da qual faço parte

 

Blogueiro mergulhou em relatório das ações do mandato do vereador Marcelo Alves.

Marcelo é daqueles políticos ativistas.

Gosta de participar  de movimentos que envolvam comunidades.

Foi assim que ele formou seu perfil político, atuando nas associações de bairros, egresso da Pastoral da Juventude.

Filiado ao PT onde já ocupou a vice-presidência municipal da legenda chegando, atualmente, à presidência, o vereador tem um currículo de elogiável produção, na Câmara Municipal, em seu primeiro mandato.

Em dois anos, Marcelo está sendo um dos protagonistas da atual legislatura.

Visitando lideranças nos bairros.

 

EMBATES POPULARES

Foi protagonista de embates pela manutenção das conquistas dos educadores no Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Professores de Marabá

Também esteve à frente dos debates sobre o destino dos feirantes da avenida Getúlio Vargas, até a definição da prefeitura de construir uma feira fixa em outro ponto da mesma avenida.

“A feira livre definitiva que o Tião Miranda construiu, veio trazer ganhos para todos. Isso é resultado da luta da Câmara Municipal a favor da comunidade”, destaca Marcelo.

Outro embate de resultado benéfico à comunidade foi a luta  pela regulamentação do horário de funcionamento de bares, casas noturnas e similares.

“Havia necessidade de se colocar um trato especial nessa questão que envolve tanta gente, tantos empregos. Participamos de reuniões, juntamente com outros colegas vereadores, debatemos o problema com autoridades da prefeitura até chegarmos auma solução que atendeu aos interesses de todos. A questão hoje está pacificada, graças a atuação da Câmara Municipal e a sensibilidade dos secretários do prefeito Tião Miranda”, esclarece o vereador.

Nos debates acalorados sobre o destino da UPA, a figura de Marcelo Alves se fez presente.

“Havia um problema nessa questão da UPA: o dinheiro ser devolvido pela prefeitura já que o prédio, construído, não teve seus equipamentos adquiridos pela gestão anterior. Como a presidência da República baixou decreto anistiando prefeituras que estava obrigados aà devolução de recursos por não concluírem suas UPAS. O prefeito Tião Miranda, agora, deve destinar o prédio para funcionar espécie de centro especializado. Ou seja, o prédio onde deveria funcionar a UPA será transformado em aparelho de apoio à saúde”, conta Alves.

Na luta que a sociedade travou contra  a Cosanpa, diante da falta de água sem precedente na cidade, o vereador participou ativamente ajudando a organizar encontros,  e manifestações públicas.

pressão surtiu efeito: a companhia de água investiu na aquisição de bombas novas e o  fornecimento de agua foi normalizado

Marabá aparece nos dados estatísticos como um dos municípios onde seus jovens morrem cedo, vítimas da violência, temos uma das maiores taxas do país

 

PAVIMENTAÇÃO DE RUAS

Com articulações seguidas, Marcelo Alves obteve apoio do deputado federal Zé Geraldo (PT), que destinou R$ 3 milhões de emenda para asfaltamento de vias públicas.

“A rua atrás do Campus 2 da Unifesspa, a rua Miguel Basílio (bairro Laranjeiras), bairros Belo Horizonte e Nova Marabá receberem benefícios oriundos dessa emenda. Também destinei requerimento pedindo asfaltamento e drenagem das ruas  Goiás, ligando os bairros Liberdade e Jardim União;  26 de Junho (bairro Liberdade); 1º de Junho (Jardim União); rua Geraldo Veloso, no Bela Vista, um dos poucos bairros que não tinha rua pavimentada, viabilizando o sistema viário”, comemora Marcelo.

R$ 1 milhão, esse o valor conseguido por Marcelo  junto ao senador Paulo Rocha,  destinado  à manutenção do Hospital Municipal.

“Faço questão de destacar o apio que recebi do deputado estadual Dirceu tem Caten, mas articulações em Brasília, para a obtenção desse dinheiro.

Presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Marcelo promoveu audiências públicas do Esporte ,destinadas a debater a questão dos jovens expostos socialmente.

“Marabá aparece nos dados estatísticos como um dos municípios onde seus jovens morrem cedo, vítimas da violência, temos uma das maiores taxas do país, nesse quesito. Através da discussão de algumas pautas, e articulação parlamentar, obtivemos êxito  com o aumento em cem por cento do orçamento para a rubrica social. O Orçamento da Secretaria de Esporte passou  de R$ 3 milhões para R$ 6 milhões”, relembra o vereador.

Os debates em torno desse tema culminaram com a aprovação da Lei Municipal de incentivo ao esporte de Marabá.

Essa Audiência Pública é considerada pelos seus participantes, inclusive colegas de Marcelo, um divisor de águas na condução do esporte marabaense.

“Se Deus quiser, em breve veremos muitos jovens que estavam em situação de risco social, sendo beneficiados diretamente pelas ações da política de inclusão. Há muitos anos a classe esportiva de Marabá ansiava pela realização de um evento dessa magnitude, onde o objetivo fosse o desenvolvimento do esporte amador e profissional, nas suas diversas modalidades”, sonha Marcelo Alves.

 

PAUTA PRODUTIVA

Num levantamento ano a ano, o vereador do PT, somente no ano de 2017, encaminhou  111 proposições formais.

No bojo dos encaminhamentos, somados 108 requerimentos, dois Projetos de Decreto Legislativo e um projeto de Lei Ordinária.

A fixação de trilhos de trem nas passagens de água, nas esquinas da cidade, para viabilizar o escoamento pluvial, é outra conquista do parlamentar petista.

“Foi através dessa ideia que o Marcelo teve que nós, da Nova Marabá, passamos a ser beneficiadas diretamente. Os trilhos acabaram com a concentração de água de chuvas e também vieram preservar a qualidade da pavimentação das ruas, facilitando a passagem de veículos”, comemora dona Maria de Lourdes Draga, 58 anos, residente na Folha 16, Nova Marabá.

Alves foi autor da apresentação  do Ante Projeto de Lei  que dispõe  sobre a implantação  de estudo da Constituição Federal nas escolas da rede pública municipal.

“Em 2018, a nossa Constituição Federal comemora 30 anos de existência, mas qual o papel dela na vida do jovem brasileiro? O Projeto Constituição na Escola tem como premissa passar noções básicas sobre a nossa Constituição, política e civilidade, sem qualquer influência ideológica ou de partido político. Ao conhecer as leis, eu acredito que o jovem assume um papel crítico na sociedade: ele passa a defender seus direitos, entender o que está acontecendo e começa a fiscalizar e cobrar ações da classe política, da qual faço parte”, explica  Marcelo.

Algumas audiências realizadas propostas por Marcelo Alves debateram diversificados temas.

Nelas, foi possível promover  a articulação de recursos para Marabá, através de emendas da Bancada Federal, voltados para as áreas de Saúde, Educação e Infraestrutura.

Foi viabilizada, também, a transferência de recursos para fortalecimento da Universidade Federal do Sul/Sudeste do Pará.

Observando os feitos de Marcelo Alves no cumprimento de seu mandato, e de quase todos os demais vereadores  da atual Legislatura de Marabá– conforme levantamento feito pelo blog -, dá para ter esperança da possibilidade  da sociedade construir um país mais justo.

É bem verdade que vivemos um momento difícil no cenário político brasileiro, onde a corrupção está presente nas três esferas de governo, seja no Legislativo, Executivo ou no Judiciário.

A população  desacreditada em face de tantos escândalos.

Porém, temos de deixar claro que não são somente os políticos que se acham envolvidos em corrupção: há pessoas de todas as classes, tanto do poder público ou da iniciativa privada.

A despeito disto e, infelizmente, qualquer tipo de corrupção que se abate sobre o País, recai primordialmente na figura do político.

Discute-se também que as Câmaras Municipais geram despesa muito alta para o contribuinte, sem a devida contrapartida dos trabalhos, surgindo, daí, as movimentações para diminuir números de vereadores e seus subsídios.

Essas atitudes irão solucionar os inúmeros problemas vividos pela sociedade brasileira?

Com certeza, não!

Debruçado sobre relatórios do desempenho dos vereadores de Marabá, é perfeitamente possível destacar a importância deles no dia a dia da cidade

Não se pode rebaixar o mandato de um vereador, como se a Câmara Municipal fosse composta por homens que não tiveram seus nomes respaldados e qualificados por meio do voto direto da população.

O importante é a comunidade fiscalizar cada ato do representante, procurando conhecer o que cada um está fazendo dentro do parlamento.

Este blogueiro está à vontade, como um dos críticos mais ferrenhos  do comportamento de alguns vereadores ao longo dos últimos anos, para saudar positivamente a composição de nossa atual Câmara Municipal – independente das considerações críticas que uns e outros possam fazer para desqualifica-la.

Post de 

7 Comentários

  1. Miguel Maraba

    5 de dezembro de 2018 - 09:51 - 9:51
    Reply

    Esse vereador não teve meu voto, mas vejo que esta trabalhando. Marabá precisa de muito trabalho

  2. Renato

    5 de dezembro de 2018 - 09:17 - 9:17
    Reply

    Nesse eu confio, meu amigu Marcelo, tamos juntos na Liberade

  3. Ricardo D' Corsino

    4 de dezembro de 2018 - 17:26 - 17:26
    Reply

    Marcelo Alves é o que é de mais novo na politica marabaense uma que assiste e participa da luta das classes sociais!!

  4. Maria Fumaça

    4 de dezembro de 2018 - 14:06 - 14:06
    Reply

    Conheço o Marcelo lá da Liberdade, ele é um vereador atuante. Parabens

  5. cabrabom

    4 de dezembro de 2018 - 13:47 - 13:47
    Reply

    eu sou contra generalizar que a classe política é corrupta, devemos apontar apenas quem realmente é corrupto. Boa matéira sobre os vereadores de maraba

  6. anonimo

    4 de dezembro de 2018 - 13:17 - 13:17
    Reply

    muito legal essas informações, eu não sabia que os vereadores faziam tudo isso. Esse Marcelo é danado, lutador

  7. aninimo

    4 de dezembro de 2018 - 13:05 - 13:05
    Reply

    Marabá estava precisando de informação desse naipe o blog é mesmo competente, informa tim tim pur timtim, o Maceloé um grane vereador. Parabéns ao blog e a câmara municipal que realmente está trabalhando muito

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *