Hiroshi Bogéa On line

Ferrogrão: Munduruku bloqueiam acesso à Faculdade de Itaituba contra audiência pública

Cerca de 90 indígenas do povo Munduruku bloquearam as entradas da Faculdade de Itaituba na manhã desta segunda-feira, 4, em Itaituba (f0to),   para impedir a audiência pública que discutiria a implementação da Ferrovia EF-170, conhecida como Ferrogrão.

O empreendimento, segundo indígenas, impacta seus territórios e eles não foram previamente consultados.

A audiência proposta pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) estava marcada para iniciar às nove horas em um dos auditórios da faculdade particular.

Antes do início do expediente, às seis horas, os indígenas bloquearam todas as entradas da instituição e afirmam que só liberarão as entradas quando tiverem a confirmação de que a audiência está definitivamente cancelada – como já recomendou o próprio Ministério Público Federal (MPF). Em função da ocupação, as aulas na instituição foram canceladas.

“Só vamos sair daqui quando nos disserem que a audiência não vai acontecer, se não disserem isso não vamos sair daqui. Eles nunca consultaram nós. Temos um protocolo de consulta e eles não podem passar por cima dele. Por isso nós estamos aqui também”, explica Valto Dace Munduruku, cacique da aldeia Dace Watpu, na Terra Indígena (TI) Sawré Muybu.

Autor 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *