Hiroshi Bogéa On line

Universitário está sendo enterrado em Igarapé-Miri

 

 

O enterro do universitário  de geologia Yego Cunha Leal, de 21 anos, que morreu durante um trabalho de campo realizado na área de Babaçulândia, no Tocantins, será logo mais, no cemitério de Igarapé-Miri, sua terra natal.

A causa da morte do rapaz ainda não foi esclarecida, embora há suposições de que Yego tenha sido vítima de insolação.

O corpo do estudante foi levado a Belém em um avião fretado pelo governo do Estado do Pará.

Familiares da vítima estudam medidas judiciais sobre o caso.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *