Hiroshi Bogéa On line

Em Parauapebas, homens põem fogo em morador de rua

Edmilson Gomes de Anchieta, 36 anos de idade, morador de rua do município de Parauapebas, sudestes paraense, foi vítima de um atentado covarde, sendo atacado com fogo e terminando com cerca de 95% de seu corpo queimado.

O caso foi por volta de 0h15 da madrugada desta quinta-feira (25), na avenida Cristo Rei, bairro Rio Verde, no município do sudeste paraense.

Até o momento, nenhum suspeito de participação no crime foi identificado.

O homem encontra-se em estado gravíssimo no hospital do município, respirando por aparelhos.

Segundo o tenente-coronel Lélis, comandante do 23º Grupamento Bombeiro Militar, uma unidade de resgate chegou ao local e se deparou com o homem com o corpo ainda em chamas. Ele foi socorrido, com a ajuda de moradores da região, e resgatado para o Hospital Municipal de Parauapebas.

“Não temos informações sobre os autores do ataque, mas podemos dizer que ele foi banhado por um combustível, que parece ser gasolina, e em seguida teve o corpo incendiado”, disse o tenente-coronel. O homem estava dormindo no momento do atentado, abrigado na calçada para fugir da chuva que caia na madrugada. Testemunhas contam que uma motocicleta foi usada pelos criminosos na fuga, mas essa informação não foi confirmada pela polícia.

Ainda segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, Edmilson deve ser encaminhado para Belém, onde receberá melhor assistência médica para seus ferimentos. Uma aeronave já foi solicitada para fazer o traslado do homem até a capital.

O Tenente-coronel Wilson, comandante do 23º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Parauapebas, disse que não está medindo esforços para identificar os autores desse atentado, que ele classificou como uma “monstruosidade sem tamanho”.

“Caía uma chuva torrencial no momento, e o rapaz, estava embaixo de uma marquise para se abrigar. Por causa do temporal, ninguém estava na rua e nem viu quem fez isso com a vítima, mas estamos monitorando desde a hora da ocorrência. Estamos atrás de imagens de câmeras de segurança da área para achar veículos, ou qualquer suspeito que trafegou na área no momento”, disse o comandante.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *