Hiroshi Bogéa On line

Definidas estratégias para minimizar efeitos da greve dos caminhoneiros

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (28), na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), órgãos da área de segurança do Estado e de serviços essenciais definiram estratégias de enfrentamento à crise provocada pela greve dos caminhoneiros.

De acordo com o coronel André Cunha, secretário adjunto de Gestão Operacional, que esteve pessoalmente reunido com caminhoneiros na tarde deste domingo (27), a categoria garantiu que insumos serão liberados para abastecer as necessidades básicas da população.

Sobre o transporte de combustível, o coronel informou que o acompanhamento da situação é sistemático, de forma a priorizar os serviços essenciais, como a área da saúde, que está controlada.

Jorge Portugal, presidente da Associação Paraense de Supermercados (Aspas), disse que apesar da falta de alguns itens nas grandes redes, os estoques de alimentos não perecíveis estão garantidos.

Também participam da reunião representantes do Corpo de Bombeiros, Centrais de Abastecimento do Pará, Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Companhia de Saneamento do Pará, Aspas e Secretaria de Estado de Educação.

Post de 

1 Comentário

  1. Apinajé

    28 de maio de 2018 - 12:09 - 12:09
    Reply

    Pessoal está provado:NÃO SE FAZ MUDANÇA SEM “CAMIÃO”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *