Hiroshi Bogéa On line

Chacina: deputado Neil vira réu

Justiça do Pará adiou para agosto deste ano o júri popular de 17 policiais acusados de envolvimento em uma chacina ocorria em Belém no ano de 1994.

O julgamento estava previsto para a segunda-feira (9), mas precisou ser adiado para a inclusão do deputado estadual coronel Neil Duarte de Souza (foto) como réu no processo.

De acordo com o juiz Cláudio Henrique Lopes Rendeiro, o processo estava pronto para ser julgado, após ser desmembrado ainda na fase de pronúncia, quando o Juízo da 3ª Vara Criminal de Icoaraci remeteu os autos relativos somente ao réu Neil Duarte para o segundo grau do Judiciário, em razão de foro privilegiado pelo exercício do cargo de deputado estadual.

No entanto, os julgadores da 2ª Turma de Direito Penal consideraram que o fato de o réu ser deputado estadual não lhe confere foro privilegiado nos casos de crimes dolosos contra a vida, fanzendo com que ele voltasse a ser réu no júri sobre as mortes.

O crime ocorreu por volta das 22h do dia 13 de dezembro de 1994, quando uma equipe de policiais recebeu a ordem de localizar e prender os assassinos do cabo PM Waldemar Paes Nunes, vítima de latrocínio momentos antes, no bairro do Tapanã.

A informação da PM era a de que os assassinos do cabo teriam roubado também a arma do policial.

Testemunhas presenciais informaram que foram quatro jovens apreendidos. Dois deles algemados e executados antes mesmo de entrarem na viatura. Os outros dois teriam escapado correndo para a área da mata, próxima, mas, após perseguição teriam também sido executados.

Foram denunciados pelo Ministério Público pelas supostas práticas de homicídio e formação de milícia os policiais Marcelo Ronaldo Botelho de Souza, 2º tenente; Neil Duarte de Souza, à época 2º tenente; João Rodrigues Batista, 3º sargento; Sebastião Ferreira de Souza, 3º sargento; Alberto da Costa Monteiro, cabo; Jorcean Thompson Vasconcelos de Oliveira, cabo; Antônio Raimundo Maciel  Santiago , cabo; os soldados Jorgelito Rebelo de Souza,  Reginaldo Silva de Souza, Jorge Nonato Ataíde Pina, Jose Levi da Costa Monteiro; Waldinei Oliveira do Nascimento, Mário Sérgio Maciel,  Teles, Waldecy Evangelista de Barros, Silvio Carlos Saldanha dos Santos; Francisco de Lima Cordeiro , Mauro Luiz Noronha Trindade, Miguel Antônio Quaresma  de Lemos, José Carlos do Nascimento Conceição e José Carlos Sales da Silva. (Com informações do TJPA)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *