Hiroshi Bogéa On line

Centro de Convenções de Marabá pode afastar Tião Miranda de Jatene

O primeiro grito partiu do meio empresarial.

Depois veio a insatisfação política, tendo como player o prefeito Tião Miranda, aliado  histórico do governador Jatene.

Babado é o seguinte:

Tão logo começou a circular entre empresários informação de que ao  pecuarista Luciano Guedes, lá do município de Pau D´Arco, será entregue, pelo governo do Estado, a coordenação  do Centro de Convenções de Marabá – prestes a ser inaugurado -, um sentimento de indignação tomou conta dos segmentos produtivos de Marabá.

Importantes personalidades do PIB do município demonstraram a Tião Miranda o quanto a suposta decisão do governo sinaliza “a falta de prestígio” do prefeito junto ao governador.

Textualmente, o blogueiro ouviu de um porta-voz da insatisfação dos marabaenses, a seguinte frase:

– “É o fim da picada, um centro de convenções da dimensão do que está em construção na cidade ter a sua coordenação ao comando de um ilustre desconhecido e totalmente distanciado dos interesses de quem luta diariamente para construir esta cidade e seu entorno. Mostra também que o governo do Estado está pouco lixando para o tamanho do peso político do prefeito de Marabá”

Por seu lado, Tião Miranda, embora nada comente em público, teria dito a pessoas de suas rodadas de conversas que “sabe o rumo político a ser tomado”, caso Luciano Guedes assuma a coordenação do CCM.

O imbróglio ganha dimensão exatamente nas horas que antecedem a solenidade de assinaturas de convênios entre o Ministério da Integração Nacional e a prefeitura de Marabá.

Veja o que disse ao blogueiro pessoa super antenada com o problema:

 

–  O evento desta sexta-feira (Helder Barbalho assinará com Tião convênios para construção de muros de arrimos da ordem de R$67 milhões) talvez dê uma pista sobre maior aproximação do prefeito com o ministro.

 

Autor 

7 Comentários

  1. Fagner

    24 de outubro de 2017 - 15:45
    Reply

    Nao sei pra que este centro convenções Marabá precisa de mais de ruas asfaltadas,saúde e educação.Este centro vai virar rinha de galo e concentração religiosa.

  2. Edivaldo

    21 de outubro de 2017 - 18:45
    Reply

    Tá apelando pro confronto que é pra ter os olhos da população mas não vai adiantar Marabá quer ver Jatene dis costa.

  3. Edivaldo

    21 de outubro de 2017 - 18:43
    Reply

    Tem nem graça isso mas supomos então que aqui no sudeste paraense esse arigó pescador não terá mesmo nem uma chance de apoio principalmente de Marabá que nunca recebeu verba de convênio nenhum deste cassadão sem moral que já devia ter sido arribado do cargo de governado.
    Deveriam dar pra este cara de pau um litro de óleo de peroba em pó, pois, o liquido o João Salame comprou tudo que tinha no mercado.

  4. Márcio Gonçalves

    21 de outubro de 2017 - 18:36
    Reply

    Pura especulação!
    O Centro de convenções Leonildo Rocha será administrado por uma OS!

  5. Márcio Gonçalves

    21 de outubro de 2017 - 18:32
    Reply

    Pura especulação!
    Não tem nada de errado!
    O centro de convenções Leonildo Rocha será administrado por uma OS!

  6. Plinio Pinheiro Neto

    21 de outubro de 2017 - 8:25
    Reply

    Caro Hiroshi
    Li nos jornais da capital que a administração será pela mesma empresa que administra o Hangar em Belém, só não sei de quem é a empresa.

    • Hiroshi Bogea

      21 de outubro de 2017 - 11:38
      Reply

      Querido Plínio, por aí eu acho que a história tem mais sentido. Qual a expertise do Luciano Guedes em questões de grandes centros de eventos? Ele entende bem é de gado. Esse papo pode ser TB fofoca de gente querendo fazer cizânia. Vamos aguardar os acontecimentos. Obrigado.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *