Hiroshi Bogéa On line

Cai abate de gado no Pará

Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado na semana passada mostra que o Pará reduziu em 6,2% o abate de cabeças de gado no 2º trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2016.

No geral, foram 656,6 mil cabeças abatidas entre abril e junho deste ano, ante 700,1 mil do ano passado – uma diferença de 43,4 mil cabeças.

Com a queda nos abates, o peso acumulado de carcaças caiu de 170,2 mil toneladas para 163,5 mil toneladas entre os dois períodos – uma diminuição de 6,7 mil toneladas, o que corresponde a uma baixa de 3,9%.

Em todo o País, foram abatidas 7,42 milhões de cabeças de bovinos, quantidade 3,1% menor que a do 2º trimestre de 2016.

O abate de 237,02 mil cabeças de bovinos a menos no 2º trimestre de 2017, em relação ao mesmo período do ano anterior, foi motivado por reduções em 15 das 27 unidades da federação.

As quedas mais intensas ocorreram em Mato Grosso (- 81,95 mil cabeças), Rondônia (- 56,52 mil cabeças), Mato Grosso do Sul (- 53,98 mil cabeças), Pará (- 43,48 mil cabeças) e Maranhão (- 17,81 mil cabeças).

Já os maiores aumentos foram no Rio Grande do Sul (+ 23,71 mil cabeças), Paraná (+ 22,92 mil cabeças), Minas Gerais (+ 17,13 mil cabeças), Rio de Janeiro (+ 8,76 mil cabeças) e Santa Catarina (+ 6,78 mil cabeças).

O Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 14,5% da participação nacional, seguido pelo Mato Grosso do Sul (11,1%) e Goiás (10,6%).

O Pará surge em sexto nesse ranking, responsável por 8,85% do abate nacional de bovinos.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *