Hiroshi Bogéa On line

Adiamento da Expoama para setembro cria insatisfação no agronegócio

Uma decisão supostamente isolada do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá, Antônio Vieira Caetano, o Neném do Manelão, está provocando revolta e cisão entre associados da entidade.

Por iniciativa pessoal, segundo fazendeiros, Neném do Manelão decidiu adiar para setembro a  Feira Agropecuária de Marabá – Expoama, historicamente realizada no final de junho e primeira semana de julho.

Isso já tem história faz 31 anos.

O adiamento da feira, segundo justificativa do presidente do sindicato, seria para evitar a “concorrência” dos jogos da Copa do Mundo.

Pecuaristas ouvidos pela blog discordam.

Eles explicam que,  em  31 anos de realização da Expoama, ocorreram várias Copas do Mundo, a cada quatro anos, e este fato nunca prejudicou o sucesso do evento.

Depois de anunciado o adiamento da feira de julho para setembro, associados do  SPRM participaram de reunião com a diretoria do sindicato, debatendo a questão.

Informações colhidas junto a participantes do encontro ocorrido segunda-feira passado, dão conta de que uma das maiores preocupações de quem se opõe ao adiamento da feira é quanto aos leilões de gado.

Durante a feira, sete leilões são realizados.

O produtor rural expositor necessita de pelo menos três meses antes do evento, para preparar os lotes de gado que serão leiloados.

Os custos dessa preparação são altos, saindo em média cerca de R$ 1 mil por cabeça.

Muitos fazendeiros já deram início à preparação dos bovinos que serão colocados à venda na Expoama, baseados no calendário histórico do evento ocorrer em julho.

Adiada a feira, nova fase preparatória teria que ser programada, elevando ainda mais os custos dos produtos a serem comercializados.

Essa preocupação foi colocada durante a reunião com a diretoria do sindicato rural.

Afora a questão dos leilões, há outras demandas.

A modificação do próprio calendário da feira pode causar problemas futuros de difícil conciliação, diz um pecuarista que já ocupou a presidência do sindicato.

Há casos, pelo país, de feiras agropecuárias que  tiveram seu curso de calendário alterado, casando danos à credibilidade da feira, nunca mais recuperada.

“A Expoama tem mais de trinta anos de história. No calendário nacional, ela aparece como evento destacado do mês de julho, desde seu nascimento. Alterar agora essa trajetória histórica é desautorizar qualquer tipo de planejamento antecipado de participação por quem deseja investir na feira ou usá-la como vitrine de produtos”, expressa um dirigente de Associação Comercial e Industrial de Marabá, preocupado com  a provável desestabilização da agenda da feira.

Durante a reunião de diretoria do sindicato com associados, a pecuarista Angélica Rangel Gonçalves sugeriu a realização em julho de uma feira de exposição, sem a realização dos shows que encarecem o evento – enquanto em setembro seria realizada a Expoama, com os grandes shows.

Muitos fazendeiros gostaram da ideia, mas a direção do SPRM expressou preocupação com a falta de tempo para organizar a feira expositora, inclusive pelo fato de que num evento dessa natureza a realização de palestras com especialistas na área do agronegócio é essencial.

“Encontrar algum palestrante com agenda aberta para julho, muito difícil”, justificou-se, para matar a ideia no nascedouro.

Durante encontro de diretores com associados, Neném do Manelão alegou também questão financeira para contratar shows, falando da necessidade do sindicato ter pelo menos R$ 1 milhão de reais para cobrir custos com a programação artística, razão principal de terceirizar o evento com a Companhia Italo Todde.

Em outro meio, mais precisamente entre aqueles que vivem do chamado show business, o blogueiro tentou obter avaliação sobre as consequências do adiamento da feira, na manhã desta quinta-feira, 12.

Um conhecido empresário do setor, responsável pela promoção de grandes shows artísticos regionais, fez uma revelação surpreendente.

 

– “Não tem nada de Copa do Mundo. O problema é que esse adiamento tem a ver com sugestão do grupo Italo Todde, companhia que terceirizou o evento e joga com a possibilidade de contratar shows mais baratos em setembro, época em que há demandas de atrações contratadas na região”, diz.

 

E, para espanto do blogueiro, o entrevistado faz outra revelação:

 

-“O dono da companhia quer unir o útil ao agradável: a realização em setembro da Expoama, véspera da eleição de outubro, ajudará a inflar a candidatura de um filho do Italo Todde, candidato a deputado estadual”, disse.

Verdade ou não, o fato é que a Expoama, historicamente realizada em julho, está definitivamente adiada para setembro.

Post de 

4 Comentários

  1. Marcela

    18 de abril de 2018 - 11:33 - 11:33
    Reply

    Muito interessante um jornalista que mostra apenas um lado da história. Quando se cita assim o nome de alguém é necessário primeiro saber os reais motivos e se procede. A feira foi sim adiada, mas não por “Uma decisão supostamente isolada do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá, Antônio Vieira Caetano, o Neném do Manelão” foi feita uma reunião, os associados e expositores foram consultados e nem todos concordaram, mas a grande maioria sim. A presidência do sindicato em um pais democrata também deve ser democrática, certo Hiroshi? Pode-se dizer que a democracia é baseada em três princípios fundamentais: Princípio da Maioria, Princípio da Igualdade e Princípio da liberdade. No caso a maioria escolheu a troca da data. Foi dado o direito de todos interessados se expressarem e cabe aos que não concordam a liberdade de participar ou não. pensando na maioria também onde os ” Muitos fazendeiros já deram início à preparação dos bovinos que serão colocados à venda na Expoama, baseados no calendário histórico do evento ocorrer em julho.” o parque está de portas abertas para fazerem o leilão em Julho, já o grande público da Expoama e a populção que vem para shows e rodeios os quais estão inviáveis para julho, não por serem mais baratos e sim porque devido a proximidade não tem mais data. Nós do SPRM nos colocamos a sua disposição para qualquer esclarecimento.

    Desde já, agradeço a OPORTUNIDADE DE RESPOSTA.

  2. Luis Sergio Anders Cavalcante

    17 de abril de 2018 - 12:31 - 12:31
    Reply

    Ô “cidadão indignado”, não tive nem nunca terei, a pretensão, de alcunhar quem quer que seja, de ignorante. Já que citas o Maraluar como evento tradicional da city, fale por sí só. O extinto, como bem o citas – graças a Deus – foi evento, que, ao meu modesto sentir, à exemplo da Expoama, tinha cunho elitista. Pra começo de conversa, tal festa era realizada em logradouro público, a praia. Que direito tinham, então, para cobrar ingresso, taxa ou sei lá o quê, por acontecimento em local comum a todos ? Montagem de palco etc.. e etc… era realizado por funcionarios da PMM(SEVOP). Como ? O tal evento era promovido por particulares. Ora, que benefícios eram proporcionados para a própria praia ? Nenhum. Ao contrario, era muito lixo e cacos de garrafas deixados em suas areias, ou seja, poluição, afora outras mazelas. Quem – a não ser abastados – gastaria seu parco dinheirinho, pagando 1(hum) salário mínimo por 1(huma) mesa ? Pior. A manipulação de massas, a propria ignorância(o não saber/ ou não ter consciencia) campeava sobre o “povão”, os que ficavam do lado de fora, delimitados pela cerca. dançavam e bebiam ao som da música que “não lhes pertencia”. Triste, não ? Quanto à Expoama, tambem a exemplo do “Maraluar”, nunca fui, e não irei. Nada tem a ver comigo. Porém, “cada doido com sua mania”. 17.04.18, Mba., PA.

  3. Cidadão indignado

    17 de abril de 2018 - 09:42 - 9:42
    Reply

    Concorrência com a Copa … isso é chamar a todos nós de ignorantes! A Expoama já passou por diversas copas com horários piores. Além do mais, os jogos poderiam ser facilmente usados como atrativo, um atrativo extremamente barato, diga-se de passagem … só precisaria de um projetor, parede branca e uma assinatura da SKY. Os jogos serão as 4am/4pm, ou seja, bons horários para manter o público antes e depois dos shows. A verdade é que os interesses políticos de um grupo ou família está interferindo no mais tradicional evento da nossa cidade depois da extinção do Maraluar.
    Bom, se essa for a verdade, boa sorte para os Toddys … não elegeu para vereador com rios de dinheiro e 21 cadeiras, quem dirá pra deputado com grandes nomes como Toni, Veloso, Beto M., Salame, Dirceu, Pedro da Crystal …

  4. Luis Sergio Anders Cavalcante

    14 de abril de 2018 - 12:24 - 12:24
    Reply

    Sr. Hiroshi, reputo como procedente a colocação sobre o evento Expoama, durante a Copa da Russia, A concorrencia com futebol televisionado é altamente desvantajosa para a Exposição. 14.04.16, Mba., PA.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *