Hiroshi Bogéa On line

Acusados Futebol Clube

A lista é extensa.
Nela, há grandes e pequenas empresas.

Mas há, também, um peixe graúdo: Paulo Elcídio Chaves Nogueira ex-secretário de Desenvolvimento Urbano do Pará

Só pra citar algumas empreiteiras, incluídos no rol das acusações, pelo Ministério Público Federal (MPF) de improbidade administrativa na contratação e acompanhamento de obras de saneamento básico que causaram prejuízo de R$ 41,8 milhões aos cofres públicos: Atlantis Engenharia Ltda, Construtora Mauá Júnior, Egesa Engenharia SA, Geoserv Serviços de Geotécnica e Construções Ltda, Heraldo Berthollet Aguiar Grana (consultor jurídico e membro da comissão permanente de licitação da Sedurb), Luiz Pires Maia Júnior, Paulitec Construções Ltda, Vega Construções Ltda – entre outras.

Leia mais aqui.

Post de 

3 Comentários

  1. santo agostinho

    2 de maio de 2010 - 12:04 - 12:04
    Reply

    Todos estão vendo o Castelo dos Sueños ruir. E não é de hoje não. Isso vem lá atrás da época do Projeto Alvorada, cujo Comandante Mor era o Sr. Paulo Elcídio, um dos amigos próximos, mais chegados do Sr. Simão, que coincidentemente é também o Jatene e ele, junto com sua “bússola”, dava a “direção”, no prédio da José Bonifácio, onde estva locada a SEDURB. Lembram disso? Pois é gente e o que vemos agora é muita gente atrelada, digo, pendurada por “outros longos galhos”, que já ficou muito pesado sustentar, outros atores dessa Grande Peça , chamada de Projeto Alvorada Voraz. Se não vejamos; olhem cuidadosamente e, se quiserem checar vá ao Site do Ministério Publico Federal e lá vocês podem ter acesso e fazer a conferência de “quem é quem” nessa história toda. Esta realidade de um senhor rombo de R$41,8 milhões e vejam quem está lá: a MAPE (o Dr. Maneco Bisi que é o atual Presidente do Sinduscon), Construtora Laje ( o Marcelo Bcº, vice do Maneco de no Sinduscon), a sua consorciada que foi a SITEC (do grande e leal amigo Geraldo Bitar, esse pavãozinho que é lê da Coab e que o % mínimo é de 10%, chegando até a 20%), a Mauá Jr. ( do “cumpadre” do pavãozinho do Geraldo Bitar, Sr. Jéferson Brasil), a VEGA, a Estacon (estasemconcorrencia, ligada ao pavãozinho da Coab, já tava todo mundo falido pela suas incompetências) e mais um "montão" de gente dessa estirpe, ou será que é procedente de estrume de porcos?.

  2. Anonymous

    28 de abril de 2010 - 18:42 - 18:42
    Reply

    Vejam só o nome do consultor jurídico: "Grana". Não poderia ser amis sugestivo.

  3. Prof. Alan

    28 de abril de 2010 - 16:28 - 16:28
    Reply

    Hiroshi, fui fundador do PSDB no estado do Pará. Entrei no partido antes mesmo de Almir Gabriel filiar-se a ele.

    Na época, fui recebido pelo Paulo Elcídio, numa sala acanhada no edifício do Clube de Engenharia, ali na Av. Nazaré. A sala, salvo engano, era emprestada pelo Inácio Gabriel, na época presidente da SUCESU-PA (o Inácio era gente finíssima, gostava muito dele!).

    Palavras textuais de Paulo Elcídio, quando me recebeu como novo e jovem filiado (eu tinha 18 anos incompletos na época, início de 1989): "nós estamos fundando um partido sério, não queremos safado no partido".

    Lembro que ele me deu de presente um adesivo, onde se lia "ACM no xadrez – uma campanha nacional pra salvar o Brasil". Orgulhei-me daquilo e colei o adesivo no caderno que levava pra faculdade de Direito da UFPa. Queria que todos vissem o que eu pensava de ACM e o que desejava para ele.

    Quatro anos depois vi o PSDB misturar-se ao DEM de ACM (que foi ministro de FHC), e desfiliei-me do partido. Me impus três anos de auto-exílio da política partidária e só voltei a fazer campanha de novo em 1996, pelo Edmilson Rodrigues.

    E hoje temos aí essa notícia, revelando um pouco do que se passou no governo do estado naqueles 12 anos de Almir/Jatene…

    Coisas assim em fazem dormir me paz, confesso a você!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *