Hiroshi Bogéa On line

A greve e seus efeitos

Comentário de anônimo sobre a greve dos educadores, alvo de nota do blog.

A turma do Psol só faz greve contra o governo da Ana Júlia. Em Belém eles não metem a cara. O Duciomar descontou todos os dias parados e os professores querem distância do Sintepp, que cada vez mais tem menos filiados. Os professores merecem respeito, mas essa camarilha que se eternizou (e não trabalha, mas ganha) na direção do Sintepp perdeu a noção de democracia. Quem não comunga das suas propostas e discorda que para discutir o PCCR, que já está na Assembléia Legislativa, não precisa de greve. O que eles estão fazendo é prejudicar os alunos pobres da escola pública.
Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    6 de junho de 2010 - 23:26 - 23:26
    Reply

    Só pra lembrar que a justiça obrigou Duciomar devolver o dinheiro descontado dos servidores em decorrência da greve.Não adianta bencar vitória sobre a categoria, pois a justiça colocou Dudu no seu lugar.

  2. Goreth Valério da Costa

    2 de junho de 2010 - 16:02 - 16:02
    Reply

    Prevaleceu o bom senso de ambos os lados e a greve acabou. No entanto em Marabá contamos com o apoio da comunidade escolar para deflagrar a greve e não seria decente simplesmente interromper a greve sem prestar contas das conquistas e por isso na sexta feira estaremos conversando com esta para deliberarmos sobre o que fazer diante do sucateamento das escolas estaduais e da falta de políticas de ampliação da rede que já não atende a demanda criada pela ALPA.Segunda feira provavelmente estaremos retornando as atividades normalmente.

  3. Braulio Uchôa

    2 de junho de 2010 - 13:14 - 13:14
    Reply

    quarta-feira, 2 de junho de 2010
    SOME – A VITÓRIA DAQUELES QUE ACREDITARAM!
    Sinceramente estou de alma lavada e tenho absoluta certeza de que a companheirada que acreditou que seria possível incluir o SOME no PCCR também, o importante de nossa luta foi que a mesma nao foi em nenhum momento personalista. Os que acreditaram lutaram bravamente e deram força para quem estava na mesa de negociação se posicionar de forma coerente em relação a esse projeto que continua a fazer história na educação do Pará.
    Muitos não sabem a pressão que venho sofrendo de meia dúzia de pessoas que literalmente nutrem um ódio maligno em relação a minha pessoa, mais o tempo está se encarregando de mostrar quem é quem nessa história.
    Ontem em reunião do Sintepp, governo e Alepa foi feita uma pequena modificação na emenda que diz respeito ao SOME ( para melhor):
    2- Será assegurada a gratificação unificada de 100%(cem por cento) a incidir sobre o vencimento-base e a gratificação de escolaridade aos servidores que exercem suas atividades no "Sistema de Organização Modular de Ensino-SOME", inclusive repercutindo sobre a parcela salarial referente ás férias e o décimo terceiro salário.
    2.1 O projeto "Sistema de Organização Modular de Ensino" será objeto de regulamentação por lei complementar até o final do período legislativo do ano de 2010.
    Postado por Braulio Uchôa às 08:40

  4. Anonymous

    31 de maio de 2010 - 18:02 - 18:02
    Reply

    Até que enfim a gente pode ler alguma coisa que desmistifica a imagem dos dirigentes do Sintepp, que fazem da luta sindical uma trincheira para os seus interesses partidários. Tem razão o sr. Jorge Amorim, do blog Na Ilharga, quando mchama o movimento do Psol de verdadeira insanidade.

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *